A arte como existência

A arte como existência

A arte como existência

Priscila Obaci

Data e hora

24/11/21—28/11/21

Recomendação etária: Livre

Ingressos: Grátis

Acesse as obras indicadas aqui:

Sesc Digital

Corpos-territórios de insurgência que propõem um diálogo interno, profundo e visceral a partir de narrativas femininas, de decoloniadade, de ocupação das terras invadidas, ação a partir das artes, da construção comunitária, conjunta. Uma espiral que propõe, a partir de uma reflexão do passado, a anunciação e o prenúncio de novas narrativas, tentativas de reExistir.


Criar a partir das matrizes que foram silenciadas, apagadas e queimadas na inquisição do eurocentrismo. Uma retomada do lugar de sujeito e não mais objeto.


Construir um teatro Oca, criar a partir da mitologia dos orixás, escrever com o útero que sangra e dá vida, levar para a rua o que foi negado e privatizado.


Questionar papéis e narrativas. Fazer do gesto simples um diálogo com a complexidade da vida. Ser arte onde tudo parece impróprio. Não se contentar com o óbvio, transcender o lugar de artista a partir da espetacularização, vivenciar, experimentar no encontro e fazer brilhar o encanto do teatro.



Priscila Obaci
Multiartista, educadora e bacharela em comunicação das artes do corpo com habilitação em teatro pela PUC/SP.

Data e hora

24/11/21—28/11/21

Recomendação etária: Livre

Ingressos: Grátis

Acesse as obras indicadas aqui:

Sesc Digital

Compartilhe

Programação dia a dia | fevereiro 2021