O teatro existe para além de si mesmo

O teatro existe para além de si mesmo

O teatro existe para além de si mesmo

Paula Autran  

Data e hora

24/11/21—28/11/21

Recomendação etária: Livre

Ingressos: Grátis

Acesse as obras indicadas aqui:
Sesc Digital

“Os indígenas acham que os animais acham que são humanos...” 
“A solidão de um homem no meio de uma sala vazia é muito diferente da solidão de um homem no canto de uma sala vazia.” 
“Organizar uma peça teatral é como organizar um núcleo social.” 


Essas e muitas outras reflexões sobre teatro, que mostram como ele existe para além de si mesmo, e que é parte integrante da tessitura social na qual estamos inseridos, estão nos vídeos das coleções Miradas Digitais. A primeira frase é do grande e saudoso dramaturgo amazonense Francisco Carlos em um dos episódios do podcast Dramaturgias. A segunda é da diretora teatral Bia Lessa no episódio Poéticas do Espaço, da série audiovisual De Onde se Vê. E a terceira é de Marcio Aurélio, presente no episódio O Teatro e a Cidade: Teatro e Inclusão, da série Teatro e Circunstância, produzida pelo SescTV.


Há documentários da série Cena Inquieta que mapeiam de forma inédita e única os grupos teatrais de diversas regiões do Brasil. E também programas que trazem para o nosso olhar a forma de refletir e se organizar de coletivos teatrais de fora do Brasil, da cena ibero-americana, como no Mirada 2010, Quando o Teatro Rompe suas Fronteiras. Aqui, o rompimento vai além de fronteiras geográficas e mostra como o teatro está lado a lado com as outras linguagens artísticas, como as artes plásticas, a música e a dança.


“No teatro é onde cabe o não, o cara pode dizer não!”


Essa possibilidade de transgressão está presente no olhar, na fala e na trajetória de tantos artistas que compõem esse acervo único e inestimável. A frase do grande ator Paulo César Pereio é uma síntese perfeita da inesgotável capacidade de invenção que o teatro tem. Ele está no episódio Transgressões, da série Teatro e Circunstância, que nos lembra que todas as épocas opressivas existem para serem confrontadas. Refletir, se emocionar, relembrar, ampliar o olhar: miremo-nos nesse acervo para seguir mais fortes nesses dias impossíveis.



Paula Autran
professora de dramaturgia, escritora e jornalista

Data e hora

24/11/21—28/11/21

Recomendação etária: Livre

Ingressos: Grátis

Acesse as obras indicadas aqui:
Sesc Digital

Compartilhe

Programação dia a dia | fevereiro 2021